Tartaruga Gigante de Seychelles

    A Tartaruga Gigante de Seychelles foi caracterizada como extinta em 1840, pois não se conhecia nenhum animal vivo, porém em 1995 examinado ossos e carapaça de museus de Tartaruga Gigante de Seychelles e comparando com tartarugas gigantes de cativeiro em vários zoológicos e reservas particulares, as quais se achavam ser de Tartarugas Gigantes de Aldabra, o Dr. Justin Gerlach e a Dra. Laura Canning confirmaram que algumas dessas tartarugas gigantes eram de Seychelles e de uma outra espécie também considerada extinta a Tartaruga Gigante de Arnold, fato este que foi confirmado geneticamente em 1997 pela The Nature Protection Trust of Seychelles. Ao todo foram encontrados 12 Tartarugas Gigante de Seychelles e 18 Tartarugas Gigante de Arnoldi.
   Essas tartarugas vivam pastando vegetações rasteiras e arbustos na beira de rios, córregos e pântanos, locais onde adoram dormir, parcialmente submersas na água ou na lama.

   A diferença entre essas duas espécies é bem pequena, porém visível, nesta foto a Tartaruga Gigante de Seychelles (Adan) está a esquerda e a Tartaruga Gigante de Arnold (Stan) está a direita.
   Hoje existe um projeto de conservação para estas tartarugas em uma fazenda de tartarugas na ilha Silhouette, uma ilha do Arquipélago de Seychelles, onde por diversos anos as fêmeas estavam produzindo apenas ovos inférteis, porém em 2002 uma fêmea jovem de Tartaruga Gigante de Seychelles denominada Josephine, que nasceu em 1986 em cativeiro (foto a esquerda) e que cruzou com um macho chamado de Adam (foto a direita).

    Josephine botou vários ovos e ocorreram 2 nascimentos, as tartaruguinhas foram chamadas de Gerry (que pesa 41 gramas) e David, respectivamente:

    E além desses nascimentos de 2002, ocorrem outros nascimentos deste mesmo casal nos anos seguintes, em 2003 nasceu 1 fêmea, em 2004 nasceram 1 macho e 1 fêmea e em 2005 nasceram 11 tartaruguinhas. Os ovos demoram cerca de 125-130 dias para eclodirem e em média são colocados 10 a 21 ovos por postura, cada um pesando em torno de 60 a 80 gramas. A incubação é artificial e a temperatura é mantida entre 29 e 30 ºC.

    Outras animais adultos com os quais tem-se tentado a procriação nesta mesma fazenda são:

 

Eve (fêmea)                                                                      Chiron (macho)            

 

Phoenix (Macho)

Adan e Eve

    Em 1881 um governador inglês de Seychelles, resolveu manter umas tartarugas gigantes em sua casa e marcou-as com letras Adan ( na foto acima ) recebeu um X em seu casco, estima-se que hoje tenha mais de 150 anos de idade e pesa 285 quilos.
    Além desses nascimentos, ocorreram outros, porém do cruzamento de um macho de Tartaruga Gigante de Seychelles chamado Christopher com uma fêmea de Tartaruga Gigante de Arnold chamada Alida, que até agora já produziram 46 tartaruguinhas híbridas, como a da foto abaixo:

   O exemplar Jonathan das fotos abaixo, foi fotografado em 1900 e posteriormente em 2000 na Ilha de Santa Helena no sul do Oceano Atlântico, vinda das ilhas Seicheles com cerca de 50 anos de idade, durante a Guerra dos Bôeres – em que a Inglaterra anexou os territórios Transvaal e Orange, no nordeste da África do Sul. Foi batizado de Jonathan por Sir Spencer Davis, governante da ilha em 1930, tem uma idade estimada de 177 anos, pois acredita-se que o animal nasceu em 1832.
Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga Gigante de Seychelles, Seychelles giant tortoise
Nome Científico: Aldabrachelys gigantea hololissa
Época: Holoceno
Local onde Vive: Arquipélago de Seychelles no Oceano Indico
Peso: Cerca de 285 quilogramas
Tamanho: 127 centímetros de comprimento
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Família: Testudinidae
Gênero: Aldabrachelys
Espécie: Aldabrachelys gigantea hololissa (Gunther 1877)

Referências:
- van Dijk, P.P., Iverson, J.B., Rhodin, A.G.J., Shaffer, H.B., and Bour, R. Turtle Taxonomy Working Group 2014. Turtles of the world, 7th edition: annotated checklist of taxonomy, synonymy, distribution with maps, and conservation status. In: Rhodin, A.G.J., Pritchard, P.C.H., van Dijk, P.P., Saumure, R.A., Buhlmann, K.A., Iverson, J.B., and Mittermeier, R.A. (Eds.). Conservation Biology of Freshwater Turtles and Tortoises: A Compilation Project of the IUCN/SSC Tortoise and Freshwater Turtle Specialist Group. Chelonian Research Monographs 5(7):000.329–479, doi:10.3854/crm.5.000.checklist.v7.2014.


   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.